Cor Humana – Daniel Casares Román

Tipo
Exposicao Antiga

28 JAN – 12 ABR 2017

 

Não é importante se a viagem parece não ter um fim à vista, o mais importante é o próprio caminho e tudo se resume ao que acontece durante a jornada. Para Daniel Casares Román, Cor Humana começou como uma viagem exploratória, sem destino marcado e estas fotografias são o seu testemunho.

Num momento em que a mensagem – e até a veracidade – da prova da fotografia documental vai desaparecendo por entre os pixels da imagem digital e a eficácia do documentário social vai sendo questionada no seu fundamento, as fotografias de Casares Román surgem acompanhadas desta autenticidade superior só possível quando o fotógrafo evita a sedução das imagens simples da tragédia e se alimenta das próprias emoções.

Para além da mestria com que preenche o enquadramento com o mundo e com as pessoas que o habitam, as imagens de Casares Román assentam ainda num extraordinário equilíbrio entre insinuações de alteridade e semelhança, oscilando sempre entre funções metafóricas e documentais.

Se as imagens individuais nos poderiam parecer nostágicas, as relações que esta série estabelece revelam uma outra história muitas vezes escondida e negligenciada. De Nova Iorque a Moscovo, da Noruega à Amazónia, independentemente das circunstâncias, estas fotografias são uma homenagem onde a realidade nunca oblitera a dignidade humana.

Esta série foi fotografada com Leica M6, Super-Angulon-M 1:3.4/21mm, Elmarit-M 1:2.8/28mm, Summicron-M 1:2/50mm e Elmarit-M 1:2.8/90mm e filme reversível a cores processado pelo fotógrafo de forma artesanal.

 

Daniel Casares Román

daniel casares román

 

Daniel Casares Román (1976) estudou fotografia no início dos anos 90 e desde muito cedo colaborou com a imprensa local. Mais tarde e depois de um longo período em que trabalhou para diferentes jornais, deu o salto para a fotografia documental dedicando-se a projectos mais longos.

No decorrer destes projectos, trabalhou por todo o mundo e as suas imagens foram publicadas regularmente em títulos como o El País, La Razón, ABC, La Vanguardia ou na prestigiosa National Geographic.

Paralelamente, combina o trabalho como fotógrafo com a actividade como professor de fotografia na Universidade de Cádiz.